Doenças cardiovasculares e a infecção por coronavírus

Doenças cardiovasculares e a infecção por coronavírus

 

As projeções feitas por epidemiologistas brasileiros, baseadas na curva de evolução da infecção em outros países e no Brasil, sugere que o pico da Covid-19 se dará agora no mês de abril.

Nesse sentido, é importante ressaltar alguns aspectos que foram identificados em outros países afetados de maneira maciça por essa infecção.

Está bastante claro que a presença de doenças cardiovasculares, como hipertensão, doença de coronária, pacientes que tiveram infarto, passaram por cirurgia cardíaca ou implantaram stents, são situações que aumentam o risco de desenvolver as formas mais graves da Convid-19.

Existem vários estudos mostrando que doenças cardíacas são fatores de risco para a mortalidade se associadas à infecção com coronavírus. Então, não é apenas uma questão de idade. Uma simples hipertensão arterial, por exemplo, se associada à Covid-19, aumenta o risco de internação e de mortalidade.

Pacientes cardiopatas têm que ficar especialmente alertas e ainda mais rigorosos no sentido não circularem, não terem contatos com pessoas potencialmente infectadas, se protegendo nas suas casas.


Deixar uma resposta

Seu email não será divulgado. Required fields are marked *


Dr. Gilberto Nunes | Todos os Direitos Reservados

Agência Ibr Marketing Digital
WhatsApp chat